47 3361.4163 temakiart@gmail.com

Convidamos você agora!

Sinta, aprecie, saboreie… E sem moderação!

Conheça

temaki_artssNosso trabalho é conceitual. Primamos a experiência da arte gastronômica, e nada menos do que isso. Nossa primeira etapa é estudar a culinária Japonesa. Sim, pesquisamos, viajamos, saímos de nossa zona de conforto para ir atrás do que existe dos sabores mais provocadores que você pode imaginar. Estamos constantemente nos aprimorando nos principais centros gastronômicos internacionais, buscando trazer para você a melhor e mais saborosa experiência que a gastronomia japonesa aliada ao nosso conceito brasileiro de cozinha, pode oferecer.

Temos um trabalho rigoroso na seleção dos ingredientes. Tratamos essa etapa com a mais absoluta seriedade, desde a compra, preparação até a apresentação final. E para harmonizar, contamos com uma extensa carta de saquê, drinks, cervejas artesanais que vão deixar a experiência ainda mais completa.

Você será convidado a conhecer nossos aromas, nossas texturas e nossos sabores..

Também podemos preparar um ambiente privado exclusivo para seu evento, onde você tem total liberdade para curtir o melhor sushi da cidade juntos convidados.

Sabemos o valor de um lugar com qualidade, bom atendimento e flexibilidade, pois nos colocamos como clientes em nosso próprio restaurante, e sempre tendo você cliente amigo como foco principal.

Oferecemos uma experiência única, que uma vez que você conhece, torna-se uma referência quando o assunto é Sushi.

Um dos diferenciais aqui no Temaki Art é o OMAKASE. Trata-se de um menu degustação, composto por uma sequência de sete pratos mais uma sobremesa, no qual oferecemos os melhores produtos do dia, sem repetição de técnicas nem ingredientes, salvo restrições do cliente. Uma experiência completa sob responsabilidade de nossas inspirações.

Estamos aguardando sua visita!
さらに多くの

Quer conhecer mais sobre a História do Sushi no Japão e no Brasil?
temaki寿司

Assim como a maior parte das invenções históricas da humanidade, o Sushi, um dos pratos mais famosos da culinária japonesa, surgiu através de uma necessidade.

Os japoneses costumavam dizer que a culinária devia integrar elementos do mar e da terra em seus pratos.
Em meados do século IX era comum os orientais se alimentarem de carne bovina e leite, mas a partir da consolidação da religião Budista, esses dois alimentos tornaram-se “proibidos” em alguns lugares, e é aí que o consumo do peixe vem a crescer. Porém, o peixe não era um alimento muito fácil de ser adquirido naquela época, já que não eram comercializados e era difícil transportar-se devido a falta de automóveis.

Era preciso encontrar uma solução, já que o povoado vivia sob as ordens do imperador na época, e o mesmo desejava a carne de peixe para seu consumo. Em consequência disso, a prática pesqueira foi fortalecida, e é com a necessidade da conservação da carne dos peixes pescados, há mais de mil anos atrás, que começa a história do sushi.

A resposta surge em um dos principais grãos cultivados na região: o arroz. Como já tinham certa experiência com o cultivo, os orientais tinham uma certa noção da fermentação do arroz, e nele, encontraram a solução para a preservação dos peixes.

A conservação do peixe ocorria desta maneira: eram retiradas as vísceras do peixe que em seguida era cortado em fatias, os filés eram salgados, colocados em barris de madeira e em seguida embalados em camadas de arroz cozido. A fermentação natural do arroz “quebrava” a proteína do peixe em aminoácidos, garantindo a conservação do peixe.

temaki2A origem do tipo mais antigo de sushi no Japão, o nare-zushi (arroz cozido e fermentado e o peixe), se assemelha bastante a esse processo, ele surge quando a técnica de conservação chega ao Japão e sofre uma pequena alteração: a utilização de pedras para prensar o peixe cru e o arroz. Assim como um exemplo mais atual, o funa-zushi, que era preparado da mesma forma, a não ser pelo uso de um peixe específico, a Carpa-dourada.

Devido ao longo tempo necessário para o processo de fermentação (de seis meses a três anos), o arroz vinha a ser descartado e era consumido apenas o peixe.

temaki3Em meados do século XV e XVI, o processo de fermentação do peixe no arroz tem seu tempo diminuído consideravelmente: (em torno de 1 mês), isso possibilitou que o arroz fosse consumido juntamente com o peixe, com a adição de algumas iguarias.
Com essa mudança, surge um novo tipo de sushi, o Nama Nare zushi ou Nama zushi, que tinha gosto e cheiro fortes como característica.

Por volta dos anos de 1600, em Edo, atual Tóquio, ocorre a introdução do vinagre no arroz no processo de preparação do sushi, fazendo com que a fermentação se desse de maneira mais rápida – por volta de 24 horas – além de diminuir o tempo do preparo, o vinagre ainda ajudara a amaciar a carne do peixe e dar a ela um agradável sabor, dando origem a um novo tipo de sushi: o haya-zushi.
Nos anos de 1700, aproximadamente, surge o hako-zushi, semelhante ao haya, a diferença é que sua confecção era feita de maneira diferente, o arroz próprio para o sushi e o peixe cru eram colocados em uma caixa de madeira, e eram prensados com a ajuda de um peso que era posicionado em cima da caixa.

sushi_temakiO tempo foi passando e a maneira de fazer sushi, evoluindo. Em meados do século XVIII surge Hanaya Yohei, aquele que foi considerado o primeiro “sushiman” da história. Hanaya criou um dos mais populares tipos de sushi, o Nigiri zushi, trata-se de uma bolinha de arroz com uma fatia de peixe por cima e na época tinha o dobro do tamanho dos atuais, o mesmo era consumido fresco, sem ser necessário nenhum processo de fermentação. O consumo do Nigiri dispensava o uso de hashis, ele podia ser manuseado com as mãos.

Podemos perceber que o sushi tem uma origem um tanto curiosa e que ele sofreu diversas modificações ao longo de sua história. Mas afinal, como o sushi e a culinária japonesa chegou ao Brasil? Se a sua resposta for “em um navio japonês” você tem apenas metade da resposta. A gastronomia é um dos traços mais marcantes de um povo, tão logo um povo imigrante alcança novas fronteiras, os alimentos da terra natal são lembrados com saudade. A outra metade da resposta, além da saudade do povo japonês por suas lembranças e conexões ao passado, existe a história de adequação do paladar brasileiro à essa cultura gastronômica, muito diferente do gosto da época.

sushi_temaki_artO primeira impressão nem sempre é a que fica. Esse foi o caso dos sushis no Brasil, logo que os brasileiros conheceram o hábito japonês de comer peixe crú, as pessoas sofreram de um choque cultural. Aos olhos dos brasileiros da época, comer peixe crú era motivo de repulsa. Apesar da acolhida pouco amigável, a produção de sushi foi mantida como uma forma de manter os laços com a origem do povo japonês.

Antes da popularização o sushi encontrou outro obstáculo no Brasil. Assim como na elaboração de outros pratos típicos, muitos dos ingredientes necessários não são encontrados em terras estrangeiras, esse foi o caso do sushi. As receitas elaboradas no Brasil tiveram de ser adaptadas aos ingredientes regionais, o exemplo mais marcante compreende os tipos de peixes consumidos nas receitas brasileiras de sushi.

temaki_artssA popularização do sushi veio por um caminho inesperado. A primeira vista o senso comum nos diria que o sushi foi popularizado no Brasil pelos japoneses, mas a verdade é que os americanos tiveram uma grande participação. A barreira entre a culinária japonesa e o gosto brasileiro foi rompida graças às viagens de brasileiros rumo às cidades de Nova York e Los Angeles, lá os brasileiros descobriram uma nova percepção a respeito do consumo de peixe cru.

A influência americana ainda é perceptível, a palavra original para chefe de cozinha em japonês é “itamae”, mas no Brasil conhecemos como shushiman.

Temaki Art - Praça Higino João Pio

Veja o tour virtual 360º

Temaki Art - Av. Atlântica

Veja o tour virtual 360º
Share This